miojo social


Midias Sociais - publicado em www.magoweb.com
Midias Sociais – publicado em http://www.magoweb.com

Mídias sociais, de acordo com a definição de Edu Dubner que foi publicada no site midiasocial.com.br, trata do “uso de meio eletrônico para interação entre pessoas. Os sistemas de relacionamentos digitais combinam textos, imagens, sons e vídeo para criar uma interação social de compartilhamento de experiências. O ser humano é antes de tudo um ser social, as ferramentas digitais estão potencializando essa tendência e alterando completamente a comunicação dessa nova economia.”

Como é algo novo, todos nós estamos aprendendo juntos, entretanto, já existe uma quantidade razoável de material sobre o assunto na Internet e o site de onde tirei aaquela definição inicial é um bom ponto de partida pra quem quer se aprofundar um pouco mais. Isso posto, vou me ater a algumas questões subjetivas das mídias sociais.

A tecnologia existe para servir ao homem, logo, seus benefícios tendem a tornar nossas vidas mais fáceis. É ótimo poder interagir mais com outras pessoas, independentemente das barreiras geográficas, haja visto que somos seres sociais (questão abordada várias vezes aqui no blog: aqui, aqui, aqui e aqui). Todavia, não acredito que seja saudável para alguém realizar a maior parte de suas relações sociais via meio digital. Tudo bem ser seguido por 437 pessoas no Twitter; ter 201 amigos no Orkut ou no Facebook; ter inúmeros acessos (page views) no Flickr, no Blogspot, ou ainda no meu estimado WordPress; mas a vida é mais do que isso, é preciso viver a realidade. As mídias sociais devem ser um complemento do mundo real e não o contrário. Já parou pra pensar em quantas pessoas de suas mídias sociais você vê pessoalmente a cada mês?  Quantas cervejas tomam juntos, ou quantas risadas deles você ou delas em vez de ler abreviações de risos – rs ou  =) ou  :) ou :^). A quantos lugares bacanas você foi com algumas delas e quantas histórias engraçadas vocês viveram juntos recentemente? Ou mesmo quantas barras elas tiveram que segurar e você pode ajudar de alguma forma, que não fosse apenas mandar(postar) um emoticon de smile dando a entender que as coisas iriam ficar tudo bem.

Pensar nisso tudo faz com que venha à mente aquele pensamento de que é difícil coincidir horários e rotinas, mas boa parte das coisas legais da vida é fruto de algum sacrifício. Talvez seja assim para que saibamos valorizá-las de fato. Tem uma frase simples que cabe nesse contexto: as pessoas são mais importantes que as coisas. Não deixar de viver bons momentos com as pessoas que lhe são preciosas para ficar “agarrado” no computador. Senão, você pode acabar na mesma situação do sujeito abaixo:

Imagens do clip Do the Evolution - Pearl Jam
Imagens do clip Do the Evolution – Pearl Jam

Para que o post não fique muito grande e cansativo de se ler, vou concluir explicando minha teoria do miojo social. Quando você está com fome, a maneira mais fácil, rápida e barata de resolver a situação é comendo um miojo. Você sabe que o valor nutritivo dele é irrisório e que o sabor é também não costuma sofrer grandes variações, mesmo usando as artimanhas ensinadas noLarica Total, mas ele se torna atraente em função da lei do menor esforço, se tornando imbatível diante da aventura que é encarar a cozinha a fim de preparar algo decente. Em alguns momentos, imagino as mídias sociais de modo semelhante, isto é, quando surge a vontade de interagir com alguém, é mais fácil, rápido e barato lançar mão do meio virtual. É um lance meio superficial, mas “mata a fome de ver gente”.  Não precisa ligar, marcar, sair, se deslocar e toda aquela “chatice” do mundo real. A desvantagem é que a experiência proporcionada, na maior parte da vezes, é um tanto pobre, não trazendo consigo os nutrientes contidos nas as relações humanas que de fato nos “alimenta” como ver, ouvir, tocar, sentir, rir, chorar e etc. Daí, a mídia social se transfigura no miojo social.

Enfim, tudo isso foi só pra dizer que a evolução tecnológica não deve significar um retrocesso social. Ainda vou escrever sobre as relações amorosas oriundas do meio virtual, mas num próximo post, pois acho que neste aqui já existem questões suficientes para se pensar sobre. Além disso, tenho que sair da toca e ir pra rua ver gente para aproveitar o restante das minhas férias do trabalho.

Abraço e até a próxima.

Anúncios

8 pensamentos sobre “miojo social

  1. As pessoas que eu gostaria muito, muito mesmo de sentar num boteco e conversar por horas moram muito longe, o que complica e muito as coisas.
    Infelizmente, algumas pessoas “virtuais” se tornaram um banquete pra mim.
    E tentando fazer uma comparação com comida, sabe quando vai numa festa muitooo chick e tem aquelas comidas estranhas e horríveis? As vezes vc come aquilo só para se enquadrar, manter a aparência(tenta não cuspir de tão ruim).
    Então tenho q sair de casa comer escargot para parecer “normal”, preferindo ficar em casa, com meu miojo v. Larica Total?

    Sua teoria do miojo é perfeita. Mas Caprica! *-*

  2. Eu conheço hahuahha
    O primeiro vídeo q assisiti, ele estava ensinando a fazer arroz(coisa q eu não sei até hoje). O_O

    “Já parou pra pensar em quantas pessoas de suas mídias sociais você vê pessoalmente a cada mês?” Vi um q me falou sobre a teoria do miojo social e q finalmente saiu o post, q ficou muitooo bom.

    Em “Caprica”, eu conseguiria reunir meus “amigos”, pq não teria que sair de casa e talz, um ambiente virtual perfeito.
    Meu sonho!!!!
    As pessoas são mais importantes q coisas, mas precisamos que coisas que nos conectam.

    Gente como eu falo! Parei… É q viajei no seu post, como sempre “Pense sobre” me faz pensar até d+.
    Se eu conseguisse desenvolver tão bem minhas teorias como você, por certo escreveria um livro. =*

    • não entendi esse comentário, mas como parece elogio, tudo bem.
      Sabe, às vezes pensar demais é ruim… um dia post algo sobre isso. Mas então, sobre publicar um livro, é um sonho a ser realizado ainda, rs.
      Beijo.

  3. Hummm sempre concordei com isso que vc disse: Infelizmente a maioria das pessoas sao assim .. só tem números.

    Por exemplo, não só essas que vivem nas redes sociais, pois minhas amigas (e já nem sei se são mais) depois que arrumaram namorado vivem em prol deles .. não falam.. não ligam.. não saem mais .. vivem apenas a vida delas pensando neles :(

    “Pensar nisso tudo faz com que venha à mente aquele pensamento de que é difícil coincidir horários e rotinas, mas boa parte das coisas legais da vida é fruto de algum sacrifício”

    Pois então.. ficar ouvindo sua desculpa de que moro longe (pra não me chamar pra ver um filme) não cola nao eim!! ta vendo rhunnnnnnnnn

    Heheh foi só pra pisar no seu calo… =P Mas isso que vc disse é uma bela de uma verdade, como tantas outras citadas!

    Enfim .. o mundo ta perdido! Hoje em dia vivemos numa sociedade onde ser “inteligente ta fora de moda”

  4. Pingback: e-namorados « Pense Sobre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s